Blogagem Coletiva: Todo mundo tem um perrengue pra contar!

Todo viajante sempre tem um perrengue pra contar, em maior ou menor grau, eles sempre existem. Bem, somos uma família de viajantes natos, corajosos pra uns, malucos para a grande maioria por levar duas crianças tão pequenas pra tão longe. E podemos dizer que os perrengues já se tornaram tão comuns, que a gente já tá quase achando natural…

Tem perrengue em Miami

Uma vez estávamos indo de Miami para República Dominicana e eu, grávida, e o pequeno Enzo na época com menos de um ano ficamos no aeroporto esperando meu marido ir devolver o carro alugado. Bem, ninguém contava que o aeroporto estaria em reforma, meu marido se perdeu dirigindo com GPS, foi parar em Miami Beach, isso demorou umas duas horas, nós perdemos o voo. Essa é a parte fácil do perrengue, a difícil foi que eu estava sem um documento, sem celular, e sem nenhum dólar na mão. Tinha deixado tudo com meu marido porque ele ia rapidinho, e eu tava sozinha com criança já cheia de coisa… pois fiquei eu e um bebê, desesperados no aeroporto (nessa hora me passou tudo pela cabeça, que o marido tinha morrido, brigado com policiais e sido preso ….). Eu precisava fazer alguma coisa, nessa hora entendi como é desesperante vc ter um filho e não ter nada pra dar pra ele. Tentava ligar a cobrar e não dava certo, eu precisava de moedas. Então resolvi pedir esmola…moedas…telefones nextel…pra todos que encontrava. E sai, grávida, com um bebe no carrinho pedindo pra brasileiros, pra estrangeiros. Moral da história eu consegui algumas moedas, mas não consegui fazer a ligação porque não sabia como fazia do orelhão. Então depois de duas horas desesperadoras, chega meu marido e eu desidrato de tanto chorar.

1077998_10201053370689694_182278373_nO pequeno Enzo brincando enquanto a mãe se desespera

Tem perrengue em Punta Cana

A continuação dessa viagem não podia dar em boa coisa. Bem, conseguimos chegar em Punta Cana a noite, mas…Enzo pegou uma virose daquelas, de diarreia o tempo todo, e eu já sem saber o que fazer com uma criança cagando tanto naquele resort All Inclusive. Ele já tinha sujado o carrinho, a nossa cama, tudo. Pois bem, um dia após o almoço, ele começou a querer vomitar. Eu desesperei, peguei ele no colo e tirei da cadeirinha…qual foi a minha surpresa quando ao levantá-lo descobri que a cadeirinha estava cheia de bosta…no afã do momento, eu simplesmente, sai correndo deixando aquele monte de cocô ali na cadeira…(hoje racionalmente me arrependo, mas na hora fiquei muito sem reação). E nunca mais voltamos pra comer naquele restaurante, por pura vergonha própria.

1082276_10201053377809872_2109378464_n

Tem perrengue em Cancun

Um belo dia botamos o pequeno no carro e fomos de Playa del Carmen até Cancun. Não satisfeitos resolvemos sair pra rever a cidade de carro. Voltamos pro hotel, tomamos banho e resolvemos curtir a noite com um bebe de menos de um ano. Coitado do pequeno Enzo…fomos a um barzinho super movimentado, o povo subindo no balcão, fazendo trenzinho entre as mesas, e o Enzo delirando… até chegar no hotel! Quando chegamos no hotel super tarde depois da nossa noite de forra (já que quem viaja com criança pequena está fadado a se recolher após o jantar…) quem disse que o Enzo dormiu? Não, ele não dormiu, ele BERROU a madrugada toda…eu de um lado pro outro, com ele no colo, pensando em todas as possibilidades (dor de ouvido, dor de garganta, tudo, desesperada com medo do povo do hotel chamar a polícia), mas não era nada. Acho que ele estava mesmo só cansadinho…foi a primeira e a última vez…agora nós nos recolhemos após o jantar, como uma família normal
kkk.

1082855_10201053391170206_2084108215_n

Tem perrengue na Nova Zelândia

Um dos piores perrengues sem dúvida. Era dia de pegar nossa Campervan que seria nossa casinha no próximo mês. Ao chegarmos na locadora, pensando que eles iam nos explicar como tudo aquilo funcionava, eles nos deram um DVD portátil para assistirmos e tirar dúvidas se tivéssemos. Naquele momento tenso, em que nós não acreditávamos que ninguém ia nos ensinar o passo a passo ao vivo de como morar naquilo, meu filho mais velho resolve sair correndo em direção a pista, e eu desesperada corri atrás e peguei. Então, me viro pro meu marido que estava no balcão e pergunto: Cadê a Sophie? Ele diz: Não sei, não estava com você? Estava, mas eu fui correr pra pegar o Enzo da pista…e nesse momento, o maior de todos os desesperos da minha existência se instalou, foram segundos, mas nós corríamos entre as campervans perguntando se alguém não tinha visto uma pequena criança, mortos de medo de algo ruim acontecer, quando voltamos pro balcão eu peço: pelo amor de Deus, vocês tem de parar tudo e me ajudar a encontrar minha filha que sumiu. A moça me responde: “é essa aí atrás de vc?”. Putz….Não sei como, mas era…de alguma forma ela estava por ali e nós no desespero não vimos…

1081181_10201053424931050_844339566_n

Tem perrengue em Nova York

Todo mundo sabe que hospedagem em Nova York é cara. Então não podíamos esperar nada diferente de um mega perrengue ao nos hospedarmos na White House…sim, o nome do nosso local de dormida era esse, quarto de casal privado por meros 50 dólares. Pra vocês terem uma noção do local, ao se fazer o check in, eles primeiro te dão a chave pra você subir pra ver se tem certeza que quer ficar…Bem, nós fomos dizendo logo de cara que queríamos …e pagamos todas as noites adiantadas…quando subimos, foram cenas de filme de terror. Tudo bem que na entrada já tinham uns mendigos, uns baldes aparando goteiras…(tragédia anunciada). Mas no minúsculo quarto, o teto era aquele telado que cobre galinheiro, conhecem? Cada andar tinha um guardinha que vigiava ( o nosso parecia o Jason e andava com uma faca). A motorista brasileira que fez o transfer das minhas amigas se recusava a deixa-las lá, se ofereceu pra procurar hotel com elas de graça kkk. Enfim, pensando pelo lado bom: nós saíamos mega cedo e voltávamos de madrugada, só pra capotar e passar o menor tempo possível naquele lugar.

1085373_10201053407010602_565606994_n

Tem perrengue em Cuba

Nem eu nem meu marido fumamos. Mas não poderíamos sair de Cuba sem uma caixa ‘de los puros’ para presentear os amigos! Como nas lojas era muito caro, resolvemos comprar daquelas pessoas mal encaradas, com cara duvidosa, que oferecem na rua. Ok. Só que eles vão te conduzindo por umas ruelas, um becos, entramos num prédio horrível, cheio de fiação pelo teto, já arrependidos de ter procurado o câmbio negro kkk, com medo do rapaz nos sequestrar… quando o tal rapaz nos leva para a casa dele…e nos entrega uma caixa fechada de charutos maravilhosos. Pra quem fuma, deve valer a experiência. Pra nós, foi traumatizante.

912491_10201053395410312_1336185366_n

Tem perrengue na Dinamarca

Esse não é um perrengue nosso propriamente dito. Uma vez passeando por Copenhagem no inverno, nos deparamos com tudo fechado, polícia pra cá, pra lá, todo o nosso trajeto de passeio que tínhamos planejado inviável já que estava tudo fechado…era esse moço aí da foto, que ameaçava se suicidar pulando nas águas geladas do rio… ainda bem que no final os bombeiros conseguiram convencê-lo a desistir.

1077995_10201053387650118_410395230_n

Tem perrengue em Los Roques

Quando fomos para Los Roques já sabíamos que iríamos fazer um voo de 40 minutos num pequeno avião. Só não sabíamos que o avião estaria sendo consertado enquanto embarcávamos e que pra segurar a porta, veríamos uma latinha de skol amassada. Isso mesmo. O que dava o fechamento na porta era uma latinha de cerveja amassada. Nem preciso dizer que foram os 40 minutos aéreos mais tensos da minha vida.

Tem perrengue na Hungria

Era Reveillon. Resolvemos escrever na neve e tirar uma foto. Usamos este carro estacionado aí da foto. Pra que!!! O dono veio de longe, falando um monte que, claro, a gente não entendia nada, dizendo que ia chamar a polícia…e nós mais do que rápido, tiramos a foto e sumimos!
Nesse mesmo dia, tivemos um alarme falso de incêndio no hotel. Eu pensei que era bomba, saímos todos de pijamas desesperados. Eu acho que até hoje não me recuperei desse susto.
Todas as vezes que me hospedo, a primeira coisa que faço ao chegar no quarto é fazer o caminho até a saída de emergência. E nunca mais dormi de calcinha em hotel.

1148350_10201053400930450_698723796_n

Tem perrengue na Grécia

Quem nunca marcou um voo noturno e outra conexão de madrugada para economizar hotel que atire a primeira pedra. A gente fazia muito isso antes de ter filhos, e acabávamos dormindo desse modelo aí da foto…Nesse dia, em Atenas, o policial do aeroporto avisou ao meu marido que eu precisava levantar do chão. Só que ninguém conseguia me acordar de
tão cansada…nem o policial, nem o marido. O guarda já ameaçava chamar seus colegas, os bombeiros…foi quando meu marido deu um grito no meu ouvido (acorda que vão chamar a polícia). Rapidinho eu levantei kkkkk.

1079787_10201053409690669_253506381_n

Temos vários outros perrengues: de quarto de hotel alagado, de comer em restaurante comunitário na Polônia junto com os desabrigados, de ser expulsos de cabine de navio na Croácia, de ser expulsos de show de comédia na Broadway por estar rindo demais…São tantos, que nem dá pra contar aqui. Mas foi ótimo dividir um pouquinho dos nossos apertos com vocês.

De: Ingrid Patrícia Cruz– Grupo Viagens em Família

***********************

Vejam os posts dos outros blogs que estão participando e contando seus perrengues!
Claudia Pegoraro, Felipe, o pequeno viajante:
felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-o-pequeno-perrengueiro.html

Karen Schubert Reimer, As Aventuras da Ellerim Viajante:
ellerimviajante.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que-passamos-viajando-em-familia-frustracao-em-veneza.html

Cinthia Rangel, Viagens em Família:
grupoviagensemfamilia.wordpress.com/2013/08/11/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem/

Adriana Pasello, Diário de Viagem:
diariodeviagem.com/photo/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

Francine Agnoletto, Viagens que Sonhamos:
viagensquesonhamos.blogspot.com.br/2013/08/surpresasnuma-viagem-punta-del-este.html

Eder Rezende, Quatro Cantos do Mundo:
quatrocantosdomundo.wordpress.com/2012/03/04/a-nem-tao-perigosa-nairobbery-nairobi-quenia/

Erica Kovacs, Viagem com Gêmeos:
viagemcomgemeos.com/2013/08/11/perrengue-da-primeira-viagem-internacional-a-historia-da-vitamina-de-aveia/

Debora Godoy Segnini, Gosto e Pronto:
gostoepronto.com/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

Ludmyla De Sena Broniszewski, Two Many Sides of Me:
twomanysidesofme.wordpress.com/2013/08/08/perrengues-de-viagem-perrengue-numero-3-blogagem-coletiva-viagens-em-familia/

Renata Schiffer, A Renata teve infância e sabe ser feliz!:
renataschiffer.com.br/?p=541

Andréia Mannarino, Mistura nada básica
misturanadabasica.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que.html

Andréa Barros, Do RS para o Mundo:
dorsparaomundo.blogspot.com/2013/08/segunda-blogagem-coletiva-os-perrengues.html

Andrea Martins, do Malas e Panelas:
malasepanelas.com/viagens-em-familia-saudades-do-carrinho/

Aryele Herrera, Casa da Atzin:
casadaatzin.wordpress.com/2012/10/19/o-dia-em-que-eu-apaguei-em-toquio/

Flávia Maciel, Bebê pelo Mundo:
bebepelomundo.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-viagens-em-familia.html

Renato Martins, do Renato Blogging:
http://renatoblogging.blogspot.com.br/2013/08/o-maior-perrengue-que-passamos-viajando.html

Sut-Mie Guibert, Viajando com Pimpolhos:
viajandocompimpolhos.com/2013/08/12/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

Andreza Trivillin, Andreza Dica e Indica Disney: http://www.andrezadicaeindicadisney.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

Debora Galizia, Viajando em Família: http://viajandoemfamilia.com.br/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

Thiago Cesar Busarello, Vida de Turista: http://www.vidadeturista.com/artigos/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

Ana Cinthia Cassab Heilborn, Travel Book: http://www.travelbook.blog.br/2013/08/nossos-perrengues-de-viagem-em-familia.html

Advertisements